História da Feira da Alheira de Mirandela

A primeira edição da FAM – Feira da Alheira de Mirandela decorreu em 1999, por iniciativa da Associação Comercial e Industrial de Mirandela com o principal objetivo de dar suporte ao pedido de certificação do produto Alheira de Mirandela.
Desde aí, com o apoio do Município de Mirandela, a FAM realiza-se anualmente, no início de cada mês de março, e foi ganhando dimensão. Um certame que inicialmente era uma montra de produtos locais, transformou-se num grande evento de referência nacional e internacional que conjuga a vertente comercial com entretenimento e gastronomia.
A localização geográfica da FAM no Parque do Império, junto ao rio Tua, a quantidades e a qualidade dos produtos expostos, a possibilidade de degustação de iguarias no pátio da restauração, o cartaz musical, bem como o programa complementar, motivam anualmente a deslocação de milhares de visitantes a Mirandela para participar neste evento.

História da Alheira

As primeiras referências do enchido “alheira” surgem no século XVI, como uma original forma dos judeus praticantes enganarem a Inquisição espanhola, durante o reinado de Isabel de Castela. A rainha, profundamente católica, acreditava que os judeus que habitavam a Península Ibérica durante a conquista do último bastião Mouro (Granada) e que se refugiaram em Portugal, poderiam incentivar os já convertidos em cristãos a regressar à sua religião original. Para evitar a perseguição e condenação à morte, estes judeus formaram comunidades onde se faziam passar por cristãos, simulando o seu estilo de vida através de várias artimanhas. Uma delas, tinha a ver com a alimentação, pois a carne de porco fazia parte da dieta alimentar dos cristãos, enquanto que a religião judaica proibia o seu consumo. Esta era uma das formas que a Inquisição espanhola tinha para identificar os judeus, avaliando se estes consumiam carne de porco ou não. Para enganar os inquisidores, os judeus criaram então um enchido que continha apenas carne de frango e pão, que em aspeto se assemelhava aos enchidos com carne de porco consumidos pelos cristãos.
Quanto à Alheira de Mirandela propriamente dita, certamente que a sua história deriva destas comunidades judaicas que se radicaram no Nordeste de Portugal e que potenciaram nesta região uma forte tradição de fabrico de enchidos. Com a chegada do caminho-de-ferro no século XIX, Mirandela tornou-se num importante interposto rodoviário de mercadorias entre a região transmontana e o resto do país, seguindo as encomendas com a chancela “Mirandela” gravada nas embalagens, era então comum que as alheiras expedidas da região fossem designadas como “alheiras de Mirandela”.
Tudo isto motivou um crescimento exponencial do fabrico de alheiras no concelho de Mirandela, criando uma forte identidade gastronómica que culminou, em 2016, na criação na Identidade Geográfica Protegida da Alheira de Mirandela.
Atualmente, o setor da alheira é responsável por empregar cerca de 700 pessoas e movimenta mais de 30 milhões de euros por ano.

Alheira de Mirandela IGP

O processo de certificação da Alheira de Mirandela contou com o envolvimento dos produtores de alheira locais, do Município de Mirandela e, especialmente, da Associação Comercial e Industrial de Mirandela que liderou os procedimentos, enquanto entidade gestora da Alheira de Mirandela.
Teve início em 1994, com a atribuição do Certificado de Especificidade à Alheira de Mirandela, que lhe conferiu a qualificação de Especialidade Tradicional Garantida – Registo Provisório. No entanto, esta proteção ficava aquém das expetativas dos produtores de Alheira de Mirandela, que há muito ansiavam, não só o reconhecimento e proteção de um Caderno de Encargos, mas também que a produção se limitasse à área geográfica do concelho de Mirandela.
Só em 16 de fevereiro de 2016, a União Europeia classificou Alheira de Mirandela como um produto de Indicação Geográfica Protegida (IGP), finalizando com êxito um longo processo. Com a IGP, a Alheira de Mirandela garante a proteção do seu nome, das suas qualidades específicas e da reputação que a relaciona com o território.

Prémios & Distinções

Em 2011, a candidatura da Alheira de Mirandela (IG) à categoria de Prato de Entrada ao Concurso “7 Maravilhas da Gastronomia”, foi selecionada por um painel de notáveis como a única representante da Região de Trás-os-Montes e Alto Douro, num universo de 430 candidaturas a nível nacional. A 10 de Setembro de 2011, numa gala transmitida pela RTP1, a Alheira de Mirandela (IG) foi eleita pelos portugueses como uma das 7 Maravilhas da Gastronomia de Portugal, um justo reconhecimento da sua genuinidade e da qualidade dos produtos com que é confecionada.
Em 2018 e 2019, a Alheira de Mirandela foi consecutivamente eleita pelos consumidores para receber o prémio Cinco Estrelas Regiões na categoria “Produtos Tradicionais Portugueses”. Este galardão foi criado especificamente para distinguir os principais recursos patrimoniais que caracterizam e valorizam cada região e a tornam num destino verdadeiramente Cinco Estrelas. Como marca exclusivamente de origem portuguesa, de grande relevo regional, a Alheira de Mirandela foi em 2018 o único enchido vencedor a nível nacional.

Produtores de Alheira de Mirandela IGP

ALHEIRAS GRACINDA

Tente a sua família com uma das excelências da gastronomia transmontana, a famosa “Alheira Gracinda de Mirandela”, confeccionada por José Marcelino Cepêda, fundador e proprietário desde o 2º ano de “Portugal Livre”.  A Alheira é um combinado que resulta da cozedura de carne de aves, galinha, porco e água, temperada com sal e malaguetas. O caldo proveniente irá amolecer o pão de trigo finamente cortado, juntando-se de seguida as carnes desfiadas, alhos picados, colorau, pingo de porco e azeite, bem quentes. Com esta mistura fina, enchem-se tripas naturais esterilizadas de vaca e formam-se uma espécie de “argolas de ouro gigantes” que vão secar em lume brando de madeira da região. Rápidas de preparar, apresente as “ALHEIRAS GRACINDA” aos que lhe são queridos, como entrada num jantar requintado ou prato principal numa refeição apressada.

Contactos

  Zona Industrial - Rua A, 53 5370–565 Mirandela

   (+351) 278 262 830

[email protected] |[email protected]
 https://www.facebook.com/agracinda

ALHEIRAS – ANGELINA

Aliando a tradição à qualidade e aplicando um “saber-fazer” próprio transmitido ao longo de gerações, a ALVES & RIBEIRO, LDA. Produz enchidos, de qualidade reconhecida, predominantemente a alheira, um produto regional de características únicas e muito especificas que estamos empenhados, em preservar e continuamente melhorar.
A empresa produz alheiras de Mirandela e de caça, embora a maior parte da produção se estenda á alheira Angelina.
Além da produção de alheiras, dedica-se ainda, embora em menor escala, á produção doutros enchidos regionais, como linguiça, salpicão, chouriça doce, chouriço azedo, mouras, enchidos de bacalhau, entre outros. Dispondo de padaria, dedica-se á produção de pão próprio para o fabrico das alheiras, além doutro tipo de pão, bolas e folares de carne, muito procurados pela altura da Páscoa. Recentemente fomos distinguidos com Medalha de Ouro em dois produtos distintos, a Alheira de Mirandela e o Folar D`Angelina, prémios obtidos no Concurso Nacional integrado na Feira Nacional de Agricultura de Santarém.
Situada na cidade de Mirandela esta empresa foi constituída no ano de 1994, começando a sua laboração no ano de 1995.

Contactos

  Lugar de Vale de Ague, Rua Quinta da Mouca 138 5370-265 Mirandela

   (+351) 278 248 884 | (+351) 914 575 080 | (+351) 278 203 517

[email protected] /[email protected] / [email protected]

 https://www.facebook.com/alheirasangelinaoficial

https://www.instagram.com/alheirasangelina/


ALHEIRAS - EUROFUMEIRO

DE GERAÇÃO EM GERAÇÃO HÁ MAIS DE 20 ANOS

A empresa EUROFUMEIRO – Sociedade Industrial de Transformação de Carnes, Lda., foi constituída em 1993 e iniciou a sua atividade um ano mais tarde, em 1994, depois de estar operacional.

Contactos

ALHEIRAS - TOPITÉU

Uma nova maneira de avanço, progresso,sucesso.

A TOPITÉU – Alheiras de Mirandela, Lda., constituída em 1980 e com sede em Mirandela, agrega o know how, experiência e tradição na confeção de Alheiras e restantes produtos de charcutaria. Resultantes da fusão de três pequenas empresas artesanais produtoras de Alheiras segundo preceitos e receitas ancestrais.

Contactos

  Rua C - Zona Industrial 5370-565 Mirandela

   (+351) 278 201 180 

[email protected]

https://topiteu.pt/

https://www.facebook.com/alheirasmdl

https://www.instagram.com/topiteu.pt/


Showcookings

FAM | Showcooking EPA - Rolinho de Alheira de Mirandela recheado com grelos e queijo de ovelha

Inserida na XXII Feira da Alheira de Mirandela, a EPA Carvalhais / Mirandela apresenta-lhe uma excelente alternativa para degustar uma das 7 maravilhas da gastronomia portuguesa. Siga a receita e experimente em casa!

Receita

Rolinho de Alheira de Mirandela:

- Começar por tirar a alheira da tripa e espalmar em papel vegetal;
- Rechear com os grelos e o queijo e embrulhar;
- Panar o rolinho com pão ralado;
- Depois de panado levar um pouco à frigideira, já bem quente, com um fio de azeite;
- Reservar.

Puré:

- Assar a batata e a maçã reineta (que é um pouco mais ácida);
- Embrulhar em papel de alumínio, levar ao forno a 180ºC até que asse e fique mole;
- Retirar a pele e processar tudo, recorrendo a um fio de azeite, sal, pimenta e noz-moscada.

Tomate Cherry:

- Confecionar o tomate cherry em azeite, a 80ºC durante 20 minutos.

Empratamento:

- Colocar o puré de maçã e batata-doce no fundo do prato;
- Colocar o rolinho por cima e o tomate cherry;
- Regar com o azeite do confeitado do tomate;
- Decorar a gosto.

Bom apetite!

Em cima
Menu
Fechar
Carrinho
Fechar
Voltar
Conta
Fechar